Acelerações (2018)

Vídeo

A valsa Acelerações (1860) de Johann Strauss dita o ritmo dos ritos de passagem: a despedida; o final de tarde; o espaço vazio; o fluxo temporal... A dança celebra a harmonia das coisas que estão nos limites da transformação – o desapego ao passado e a ansiedade pelo futuro. Um casal encontra-se para dançar Acelerações, buscam notabilizar suas transformações, vazios e angústias... Dançam, gargalham e adormecem. O rito de passagem se move no tempo tal qual a água que escorre com rapidez pelo ralo, espiral ininterrupta da seta irreversível do tempo.

Especificações Técnicas

Videoarte | 2018-2020, 1'

Cor, áudio, 16:9

Roteiro e Direção: Eduardo Romero e Marina Soares

Montagem: Marina Soares

Fotografia: Marina Soares

Trilha Sonora: Accelerationen op. 234 - Johann Strauss II

Produção: Eduardo Romero e Marina Soares